Bungee Jump

Bungee Jump

REGRAS

O bungee jump ou bungee jumping é um esporte onde se deve saltar no vazio, geralmente sua base é numa ponte, viadutos, guindastes, amarrados aos tornozelos ou na cintura por uma corda elástica. O salto pelos pés, a pessoa é presa pelos tornozelos e cintura. A queda é jogando-se de cabeça e ao final a pessoa fica de cabeça para baixo. O salto pela cintura, a pessoa é amarrada pela cintura e peito, jogando-se de cabeça e, ao final, a pessoa fica na posição sentada. Sendo, portanto, mais confortável e mais indicada aos iniciantes.

Os equipamentos utilizados são presilhas, engates e cintos e cordas elásticas que variam de acordo com o peso da pessoa que vai saltar. Todas as cordas têm um tempo de vida útil de aproximadamente 1200 saltos. Depois de alcançarem este limite, são imediatamente substituídas. As cordas são testadas e aprovadas para aguentarem até 4000 kg. Entrelaçada no seu interior, tem uma corda de nylon com capacidade até 2500 kg, que tem aproximadamente um metro a mais de comprimento do que a corda elástica esticada, o que torna o salto mais seguro, uma vez que, se a corda elástica se romper, há ainda a de nylon. 

O código de normas para realização de operações seguras na modalidade teve como base a Associação de Padrões da Nova Zelândia- SANZ e segue as regras internacionais de segurança e qualidade do trabalho em alturas.

HISTÓRIA

Segundo uma lenda, tudo começou na Ilha de Pentecostes, em Vanuatu, quando uma mulher traiu o seu marido e teve de arranjar uma maneira de mostrar que era pura, e então ela amarrou aos seus pés uma videira e ela saltou da árvore. Como estava presa pelos pés, nada lhe aconteceu. 

Em 1954, dois jornalistas da revista National Geographic foram a esta ilha e viram homens a saltar de uma torre com videiras amarradas aos tornozelos. A técnica já era tão avançada que as videiras tinham as medidas exatas para que quem saltasse não encostasse no chão, mantendo a distância suficiente para não partir o pescoço. Em 1955, na edição de Janeiro da revista, estes dois jornalistas (Irving e Electa Johnson) relataram ao mundo este estranho costume. Quinze anos mais tarde, o escritor Kal Muller foi à ilha e tornou-se o primeiro "homem branco" a realizar o salto.

Em 1979, membros da Oxford University´s Dangerous Sport Club saltaram da ponte Clifton, em Bristol, de uma altura de 75 m, presos por elásticos usados para amarrar a bagagem aos carros. Em 1987, o neozelandês A. J. Hackett saltou da torre Eiffel, em Paris, uma coisa impensável na altura e que deixou o mundo de olhos postos naqueles "malucos" que se atiram de alturas impressionantes presos apenas pelo tornozelo. A partir daí, o bungee jumping passou a ser considerado um esporte radical e tem já milhares de adeptos por todo o mundo.

No Brasil é praticado desde 1993 pela empresa Adrena, formada pelos irmãos Lico e Fabio Shoel, que são jumpmasters formados pela Adrenalin Dreams Adventures–USA desde 1996, recordistas brasileiros de bungee jump em pontes e fundadores da Associação Brasileira de Bungee Jump-ABBJ, em São Paulo.Mais praticado como lazer e com história recente no país, o bungee jump é utilizado também em eventos promocionais para atrair a atenção do público, como o Bungee Jump Halls (Florianópolis-SC, Santos e Caraguatatuba-SP e Capão da Canoa-RS) e o Osklen Bungee Expedition, na Ponte do Vale da Esperança-SP. Por seu alto impacto, muitos se contentam em assistir aos poucos aventureiros.

A paulista Fabiana Bruno é recordista brasileira de jump balloon saltando de um balão em movimento a 200 metros de altura; Sérgio Santos é recordista brasileiro e sulamericano de bungee jump; e Ruy Fernandes é recordista brasileiro de Rope-Swing. Daniela Monteiro saltou do maior bungee jump do mundo, na África do Sul (216m).

A principal referência para a prática está localizada na Ponte de Paulo Afonso, Bahia. Filiadas à ABBJ, as empresas: Maxtreme, Adrena Eventos & Expedições, Adrena Mil Bungee Jump e Team Extreme, operam diretamente no esporte. A equipe Adrena registra mais de 50 mil saltos desde 1996 e já realizou mais de 100 eventos no território nacional.

Fonte:

Wikipedia (wikipedia.org)

A História (ahistoria.com.br)

Fotos Recentes

Vídeos Recentes


Receba novidades