Drift

Drift

REGRAS

É uma técnica de direção de carros que consiste em fazer curvas em alta velocidade derrapando a traseira do carro com as rodas dianteiras na direção oposta, sempre patinando e controlando o ângulo em que o carro se encontra na curva. Ou seja, o piloto deve deslizar o carro nas curvas escapando a traseira, girar o volante para que as rodas dianteiras estejam sempre em uma direção oposta à curva (se o carro vira para a direita então a roda deve estar a esquerda, e vice versa), controlando o nível de derrapagem, fazendo o carro literalmente andar de lado.

MODALIDADES DE COMPETIÇÃO

Solo drift - cada piloto realiza a sua exibição sozinho e serve para se apurar para as fases finais. Durante esta corrida o piloto possui algumas voltas para demonstrar aos juízes.

Tandem drift - dois pilotos entram em pista em simultâneo alternando entre perseguido e perseguidor. Nesta categoria o automóvel que vai à frente deve evitar o automóvel perseguidor e fazer o melhor drift possível, de forma, a alcançar uma boa pontuação. O perseguidor deverá fazer todos os possíveis para que o concorrente da frente efetue um mau drift, para isso deverá meter-se no seu caminho, se tal for necessário, mas deverá ao mesmo tempo conseguir o melhor drift possível para também ele alcançar uma boa pontuação. Se houver um despiste ou um toque o piloto responsável por essa ação perde a corrida. Neste modo de competição os pilotos são avaliados por comparação.

O drift não é um esporte de velocidade, mas de exibição. A exibição realizada pelos pilotos é avaliada pela técnica e estilo. Mas isso não significa que a velocidade não seja importante, a velocidade de entrada numa curva, medida por radar, serve para ganhar pontos e quanto mais rápido o condutor fizer a curva mais pontos alcança.

O ângulo que um automóvel descreve ao fazer uma curva é uma das principais causas de pontuação. O ângulo ideal seria perpendicular à curva, ou seja, quanto mais a traseira sair de lado e quanto mais tempo permanecer nesse ângulo, melhor a pontuação.

A realização das manobras junto ao muro significa que o piloto tem controlo total sobre o automóvel e por isso são acrescentados pontos extras. No sentido inverso se o automóvel sair de pista descontam-se pontos.

TÉCNICAS

Acel off – o piloto precisa soltar o acelerador para fazer o carro rodar e entrar numa curva mais rápido possível. Quando estiver pronto para virar, solte o acelerador, nesse momento o carro deve girar com a suspensão traseira ficando mais leve (a transferência de peso ocorre como no drift por frenagem, só que mais sutil). Vire na direção contraria e aproveite. Você pode unir essa técnica com outras, como a de redução de marcha para aumentar a distância do drift ou o ângulo.

Braking drift – esta técnica consiste em fazer uma travagem rápida na aproximação de uma curva, de modo, que o peso do automóvel seja transferido para frente, assim consegue-se perder tração nas rodas traseiras e realizar um drift.

Choku Dori – é usado principalmente depois de viradas longas, retardar para baixo o carro e executar drift por redução de marcha.

Clutch kick – deve-se pisar rapidamente na embreagem dentro da curva sem tirar o pé do acelerador. Técnica usada para ajustar o ângulo do drift.

Dirt drop - é feito deixando sair os pneus traseiros fora da pista (na sujeira) para manter ou ganhar o ângulo de drift sem poder ou velocidade perdedora e para ajustar-se para a curva seguinte.

Drift por redução de marcha - a redução de marcha pode ser feita na corrida de GRIP, para começar um drift ou manter um drift. Durante a curva, rapidamente reduza a marcha, aumenta a rotação do motor. A força extra ajuda as rodas traseiras a girarem e o carro irá rodar imediatamente. Garanta que o acelerador esteja pressionado quando for reduzir a marcha, ou não vai funcionar.

E-Brake drift – esta é provavelmente a técnica mais conhecida, ela consiste em puxar o freio de mão ao realizar uma curva. Desta forma as rodas traseiras são bloqueadas e a traseira do automóvel começa a sair da trajetória.

Feint drift – nesta técnica atira-se o automóvel para a zona de fora da pista, de forma, a que o peso do automóvel fique nas rodas de fora. De seguida, dá-se uma guinada para a zona interior, de forma, a que o automóvel entre imediatamente em derrapagem sendo necessário depois virar o volante no sentido contrario ao da curva e pressionar o acelerador para manter o drift.

Kansei drift – esta técnica consiste em largar o acelerador ao se aproximar de uma curva, de forma, a que o peso do carro seja transferido para a frente e assim perder tração nas rodas traseiras.

Manji - técnica igual ao Feint, mas feita em retas. Com a velocidade certa, o veículo vira-se para um lado soltando o acelerador , isso fará a traseira rodar rapidamente. A distribuição do peso é alterada, ao virar para o outro lado pisando no acelerador simultaneamente. A perda de tração criada pode ser mantida virando para a direção contrária mais uma vez, já que a inércia é suficiente para criar a perda de tração permitindo fazer drifts em direções opostas sequencialmente.

Power slide – esta técnica consiste em fazer uma aceleração poderosa, de modo que o automóvel perca aderência. Esta técnica necessita de motores de elevada potência.

Power over - drift por aceleração. É só usar a aceleração para deixar seu carro de lado. Para fazer isso, acelere bastante e vire totalmente para esquerda ou direita e fazer carro girar em círculos no mesmo lugar.

Side - também conhecido como drift de freio de mão. É necessário puxar o freio de mão e virar a direção. Se estiver numa reta, o carro irá girar rapidamente, mas se já estiver no drift, deve-se usar o freio de mão para travar as rodas traseiras aumentando o ângulo do drift. Lembre-se que o ângulo baseia-se no tempo que você segura o freio de mão.

HISTÓRIA

O drift é uma técnica de pilotagem criada no japão na década de 70 dentro das provas de turismo. O legendário piloto Kunimitsu Takahashi foi o criador da técnica, ficou famoso batendo seu “apex” (o ponto onde o carro esta mais perto da curva) em alta velocidade e derrapando na curva, saindo da curva com mais velocidade que o normal. Depois dessa façanha ele ganhou uma legião de fãs que deram início ao drift japonês.

Um corredor de rua chamado Keiichi Tsuchiya ficou particularmente interessado no drift de Takahashi, Tsuchiya começou a praticar suas técnicas de drift nas montanhas do Japão, e rapidamente ganhou uma grande reputação. Em 1987, uma revista muito popular de tunning e carros concordou em produzir um vídeo sobre as habilidades de Tsuchiya, esse vídeo conhecido como Pluspy se tornou um hit e inspirou milhares de corredores profissionais de drift que correm nos circuitos atualmente.

Em 1988 o diretor chefe da Option magazine Daijiro Inada ajudou a organizar o primeiro torneio especializado em drift. Hoje esse campeonato se chama D1 GRAND PRIX SERIES e é onde se encontram muitos dos melhores pilotos de drift do mundo.

O drift ficou conhecido no Brasil através da internet e vídeos games e foi fortalecido pelo cinema com o filme Velozes e Furiosos em Tóquio. Em 2007 foi criada a SPL que ousou importar os primeiros carros preparados para drift do Japão e trouxe pilotos que possuem mais de 10 anos de experiência nas técnicas de pilotagem de drift e com a participação nos principais campeonatos nacionais de drift no Japão.

Keiichi Tsuchiya é considerado o rei do drift, e foi um dos primeiros, a conseguir derrotar carros considerados mais potentes nas descidas de montanha.

Fonte:

MaisTuning (maistunning.com)

Mega Space por Haroldo Nakagawa (megaspace.com.br)

Wikipedia (wikipedia.org)
 

Fotos Recentes

Vídeos Recentes


Receba novidades