Esgrima

Esgrima

REGRAS

A esgrima é um esporte de combate cujo objetivo é tocar o adversário com uma espada ao mesmo tempo em que se evita ser tocado por ele. Existem três armas na esgrima: o florete, a espada e o sabre, diferindo não só no formato da espada, mas também nas zonas do corpo onde um toque é válido e também como as armas funcionam. Nas três disputas da esgrima não é permitido o contato corporal, os toques simultâneos não são contatos e as armas são flexíveis.

A área de combate tem 14 metros de comprimento e 1,5 a 2 metros de largura. Na esgrima, os atletas são conectados a um sistema eletrônico de marcação de pontos, que acusa quando é tocado pela espada do adversário.

As disputas individuais têm três rounds de três minutos cada ou até um esgrimista tocar 15 vezes o adversário. Na disputa por equipes, times de três competidores se enfrentam em nove séries de três minutos. Vence aquele que acumular mais pontos, ou atingir o adversário 45 vezes. Em caso de empate, haverá prorrogação de 1 minuto e o primeiro que pontuar é o vencedor.

No início do combate, os esgrimistas são posicionados a uma distância de dois metros do adversário.

ESPADA:

A espada tem 110 cm de comprimento e pesa 770 gramas, é mais rígida e pesada. O toque da espada é válido em qualquer parte do corpo do adversário.

FLORETE: 

O florete tem 90 cm de comprimento, pesa 500 gramas e possui uma lâmina mais flexível e mais leve que a espada. O toque só é válido apenas no tronco adversário.

SABRE:

O sabre tem 88 cm de comprimento, pesa 500 gramas e tem a lâmina mais curta e flexível que a espada e o florete, o que permite movimentos mais rápidos. O toque só é válido acima da cintura do adversário, não sendo permitido o toque nos braços.

HISTÓRIA

Para os povos da Antiguidade, o manuseio da espada era fundamental, tendo em vista as constantes guerras e batalhas travadas. Mas as armas também tinham caráter lúdico. No Egito antigo, por exemplo, as disputas com objetos que mais pareciam lanças serviam de comemoração para vitórias nas guerras. Naturalmente, as espadas evoluíram ao longo dos anos, tornando-se mais leves e mais fáceis de manusear. A invenção da pólvora, no entanto, reduziu a utilização das lâminas em batalhas. Restou ao lado esportivo manter a tradição viva.

Os primeiros esgrimistas reconhecidos foram os franceses Daner, Lafaugére e Juan Luis. Eles estavam entre os mestres que participaram do encontro que começou a definir a técnica da esgrima. Assim, surgiram as regras que consideravam a maneira de tocar a espada no rival mais importante do que o local do golpe.

A Federação Internacional de Esgrima só foi criada em 1913. O primeiro Campeonato Mundial da modalidade aconteceu em 1921, em Paris. Mas a história da esgrima nos Jogos Olímpicos começou antes. Já em Atenas em 1896 houve provas do esporte e, desde então, a esgrima nunca deixou de estar presente em uma edição das Olimpíadas.

Fonte:

Rio 2016 (rio2016.com)

Brasil 2106 (brasil2016.gov.br)

Comitê Olímpico Brasileiro (cob.org.br)

Fotos Recentes

Vídeos Recentes


Receba novidades