Pilates

Pilates

REGRAS

Há seis regras básicas que devem ser cumpridas:

1- Respiração. Cada exercício tem o seu ritmo de respiração, que deve ser cumprido à risca.

2- O centro. A força para qualquer exercício vem do centro do corpo, que se encontra a poucos centímetros atrás do umbigo.

3- Concentração. Você deve imaginar todos os movimentos na sua mente, treinando a sua capacidade de concentração.

4- Fluidez. Todos os movimentos devem ser executados suavemente, fluindo sempre do primeiro para os seguintes.

5- Controle. Execute os exercícios de forma lenta e atenta, entendendo as interações dos músculos.

6- Precisão. A precisão é crucial – a qualidade é mais importante que a quantidade. Cada exercício deve ser repetido no máximo 12 vezes.

No Pilates, apesar dos exercícios serem suaves, é muito eficaz e proporciona um resultado rápido e duradouro. Possui grande repertório de exercícios, os aparelhos e acessórios foram criados especialmente para a prática do pilates e promove a construção de postura correta e natural.

A prática de Pilates fortalece os músculos fracos, alonga os músculos que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações. Movimentos fluentes são feitos devagar sempre atento ao alinhamento postural em cada exercício, ajudando na melhora da postura global. Desse modo, a força, tonificação e o alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, bonito, saudável e harmonioso.

BENEFÍCIOS:

Melhora a coordenação motora e flexibilidade, alivia dores crônicas, reduz a fadiga muscular, melhora a capacidade respiratória e oxigenação do sangue, reduz o estresse e melhora a concentração, promove relaxamento e equilíbrio mental, reduz o desgaste das articulações, melhora a postura, aumento da força e resistência muscular, ajuda na recuperação de lesões e muitos outros.

Os exercícios de baixo impacto e de poucas repetições proporcionam resultados eficazes e, ao mesmo tempo, menos desgaste das articulações e dos músculos, tornando-o praticável por atletas profissionais a pessoas sedentárias. Realizados com precisão, os movimentos do método podem ser feitos por pessoas de todas as idades, inclusive as que sofrem de problemas ósseos e musculares ou até de dores crônicas. Um dos diferenciais do Pilates está na sua versatilidade e na variedade de movimentos. Ao perceber melhoras na saúde física e mental, o aluno tem sua autoestima elevada. O controle da respiração, por exemplo, permite ao praticante controlar sua ansiedade.

HISTÓRIA

Joseph Humbertus Pilates nasceu em 9 de dezembro de 1883, na cidade de Mönchengladbach, na Alemanha. Devido a sua infância marcada por sérios problemas de saúde, como bronquite, asma, raquitismo e febre reumática, e por ser vítima de bullying, motivou-se a buscar um físico mais desenvolvido e uma saúde melhor. Por meio do seu empenho e do aprofundamento de seus conhecimentos em biologia, fisiologia, ioga e artes marciais, Pilates foi capaz de criar a sua própria técnica.

O método utilizado por ele foi baseado na contrologia, que nada mais é do que a coordenação completa e harmoniosa entre corpo, mente e espírito. Seu trabalho surgiu antes da Segunda Guerra Mundial, mas só se popularizou na década de 90, quando começou a ser adotado por profissionais de saúde da área de reabilitação. Joseph Hubertus Pilates  morreu no ano de 1967, aos 83 anos, após inalar muita fumaça ao tentar salvar seu estúdio de um incêndio e não deixou herdeiros.

Fonte:

Ler Saúde (lersaude.com.br)

Fisioterapia Manual (fisioterapiamanual.com.br)

Fotos Recentes

Vídeos Recentes


Receba novidades