Pole Sport

Pole Sport

REGRAS

O Pole Dance envolve atividades relacionadas a coreografias e acrobacias como subidas e descidas do varão, saltos, movimentos acrobáticos de cabeça para baixo que dependem unicamente da força e destreza do praticante. É uma modalidade concebida para desenvolver o aparelho cardiovascular, força.

Não se exercite se estiver ferido ou com dor. Por segurança, não é recomendado a prática caso apresente sinais de estresse, desconforto, dor ou doença que não permita a iniciação a esta prática esportiva. Não use loção para o corpo um dia antes de praticar o Pole Dance pois deixará o varão escorregadio e aumenta o risco de queda e lesão.    

CATEGORIAS DE POLE 

Pole Fitness - é usado como uma maneira de ficar em forma e de se sentir bem. As aulas são realizadas em um estúdio ou ginásio privado e os instrutores são altamente qualificados e treinados.

Pole Sport - este é o lado competitivo em que mulheres e homens envolvidos nesta categoria competem em todo o mundo e estão envolvidos com a busca do Olímpico. Eles exibem uma incrível quantidade de atletismo, força, flexibilidade e controle.

Street Pole Dance - é uma modalidade de pole dance praticada na área urbana utilizando os postes que sustentam as placas de sinalização de trânsito, por exemplo. Nessa modalidade, as dançarinas utilizam roupa adequada para não machucar a pele nos postes pintados, como a calça jeans e tênis.

Exótic Dance - nesta categoria são mais envolvidas na dança no varão e não necessariamente da parte mais acrobática.

Atualmente ganhou aptidão como desporto atlético, um misto de ginástica artística e circense. Há Federações de Pole Arte e Fitness em todo o mundo que trabalham em dar a este desporto o reconhecimento que merece. A Federação Brasileira de Pole Dance, Federação Internacional de Pole, Associação de Pole Fitness, Federação de Pole Dance EUA, a American Pole Fitness Association , Federação Internacional de Pole são as principais organizações lutando para ter o Pole Fitness nas Olimpíadas.              

A Federação Brasileira de Pole Dance levou a III Pole World Cup ao Arnold Classic Brasil, a maior feira de multiesportes do mundo. Foi o maior campeonato mundial de Pole Fitness já realizado, e com o maior público presente já visto na história mundial do Pole Dance.  

HISTÓRIA

Tem sua origem ligada à prática do mallakhamb (homem de força), uma espécie de ioga praticada num poste de madeira e com cordas, ginástica tradicional indiana existe desde o século XII. Também é relacionado ao pole dance o mallastambha (ginástica do pillar), onde os antigos lutadores de luta livre ganhavam massa muscular e desenvolvimento de força.

O pole dance como conhecemos hoje se originou durante os anos 1920, no ápice da Grande Depressão Americana. Tour Fair Shows (que se originaram do negócio dos tours de circo) viajavam de cidade em cidade divertindo as multidões. Uma das tendas mais famosas era conhecida como o show erótico das dançarinas Hoochi Coochi. A palavra "Hoochi Coochi" se originou do movimento que as dançarinas faziam com o quadril. As garotas dançavam sugestivamente em um palco pequeno em frente às multidões de assovios. Por causa do tamanho das tendas, o poste que segurava a tenda ficava bem na beirada dos pequenos palcos e as dançarinas começaram a se aproximar dos postes e a dançar com eles. O poste das pequenas tendas tornou-se conhecido como o poste de dança que ainda existe hoje, no entanto de uma forma mais técnica.

Ao longo do tempo, outros estilos de dança passaram por dificuldades para obter o reconhecimento e respeito que mereciam. Antes de ser abertamente reconhecidos, estilos de dança como o ballet, a salsa, o tango e, especialmente, a famosa dança do ventre, eram danças com fundamentos na sexualidade e na luxúria e também sofreram enorme criticismo durante anos. A história do ballet revela que, a princípio, mulheres não eram permitidas de dançar, mesmo que muitas escrituras mais recentes negam este fato.

O tango nasceu na França e se desenvolveu na Argentina, através de uma maneira de autoexpressão de rebeldia e se originou nos bordéis de Buenos Aires. Os anos 1990 testemunharam Fawnia (canadense) praticando o pole dance e trazendo a realidade para as mulheres comuns, que começaram a aprender a modalidade como uma maneira de manter a forma. Fawnia produziu o primeiro DVD com instruções de pole fitness e dança.

A partir do ano 2000, o pole dance se desenvolveu em gêneros diversos, do exótico ao pole fitness evoluído em 2006, que permitiu as mulheres comuns utilizarem-se da técnica dentro das suas rotinas diárias de fitness. Mais recentemente, o Cirque du Soleil passou a utilizar performances baseadas nos poles chineses. Inspirado no Cirque du Soleil, homens também começaram a utilizar a técnica dos pole chineses e possuem números acrobáticos em shows pelo mundo. Assim como o Mallakhamb e o Pole Dance, os poles chineses também se utilizam do atrito entre pele e equipamento. A diferença do pole Chinese é que a pele deve estar coberta, pois o pole é coberto por uma camada de borracha áspera que permite fixação.

Outros estilos de acrobacia aérea circense também possuem muitos pontos em comum com as técnicas de pole dance. Entre elas, as técnicas da corda bamba (que possui origens no mallakhamb) e as técnicas de acrobacia em tecido. Levando em consideração que a mentalidade e atitude das pessoas em relação ao pole dance já começou a mudar, mesmo quando se referem ao pole dance como pole fitness, ainda existe uma relutância em relação ao público em geral em aceitar o pole dance como uma atividade física ou esportiva. O pole dance de hoje constitui uma modalidade de exercício físico e dança que envolve o dançar com e ao redor de uma barra de metal polido.

O Pole Fitness é uma modalidade incorpora movimentos de ginástica olímpica, movimentos livres, ballet e dança contemporânea em dimensões diferentes que incluem posições estáticas e em movimento usando a barra e fora da barra. A atividade do pole dance desenvolve a força dos membros superiores e inferiores do corpo e das costas/área abdominal e firma todos os músculos do corpo utilizando o próprio corpo como resistência.

POLE DANCE NO BRASIL 

No Brasil, o primeiro campeonato e primeira escola especializada em pole dance foi aberta em 2008, em Curitiba, pela profissional de Educação Física Grazieli Brugner. No ano seguinte, 2009, foi organizado o primeiro Campeonato Brasileiro de Pole Dance, com a participação de escolas de diversas regiões do país e desde então, os campeonatos nacionais são realizados anualmente, sempre organizados pelo Studio Grazzy Brugner, com adesão crescente de escolas e atletas.

A partir de 2010, os homens também foram incluídos no campeonato, com a criação da categoria masculina, sendo o Brasil o primeiro país da América Latina a incluir essa categoria em seu campeonato nacional de pole dance. O primeiro campeão brasileiro de pole dance foi Júlio Peixoto, do Rio de Janeiro, que voltou a levar o título em 2011. Em 2010, a campeã foi Duda Ribeiro, e em 2011, Edi Reis, que também conquistou o segundo lugar no Campeonato sul-americano em 2011.

A primeira campeã brasileira de Pole Dance, em 2009, foi Rafaela Montanaro, de São Paulo, que no mesmo ano conquistou o título de campeã sul-americana de Pole Dance, em Buenos Aires, Argentina. Além de conquistar o 3º lugar no Campeonato Mundial de Pole Dance, em Zurique, na Suíça e 1º lugar na categoria fitness no International Pole Championships (IPC), em Hong Kong, título que voltou a ganhar em 2012. Rafaela ganhou novamente o Campeonato Sul-americano de Pole Dance em 2012 e é hoje a atleta brasileira mais conhecida internacionalmente.

Os atuais campeões brasileiros de Pole Dance são Alessandra Rancan e Renato Siqueira, ambos de São Paulo. Alessanadra Rancan foi finalista do Campeonato Sul-americano de Pole Dance 2012, em Buenos Aires. O campeonato brasileiro em 2013 teve grande repercussão de público e mídia. Teatro lotado nos dois dias do evento, colocando a modalidade no topo de procura nas academias e workshops pelo Brasil.

A Federação Brasileira de Pole Dance levou a III Pole World Cup ao Arnold Classic Brasil, a maior feira de multiesportes do mundo. Foi o maior campeonato mundial de Pole Fitness já realizado, e com o maior público presente já visto na história mundial do Pole Dance.   

Fonte:

Liga Brasileira de Pole Sports (polesports.com.br)

PoleArt Dance Studios (poleartstudios.com)

Pole & Art Studio (poleartstudio.com)

Fotos Recentes

Vídeos Recentes


Receba novidades